29 de ago de 2010

Photofobia

        
            É preciso explodir o espaço amarelo
            Arrancar-lhe com fúria a barba branca
            Recriando o negro espaço infinito